Introdução | Life Method

Print

Voltar para o índice.

Life Method é um metódico sistema de controle das tarefas que podem alavancar e fazer diferença para a sua vida. Se você não for um pouco metódico ou sistemático o suficiente para organizar sua vida então este método não é para você. Mas a carga é mínima e pode ser ajustada de acordo com o que você é capaz de realizar.

Sou um fã do David Allen e o seu GTD (Já escrevi sobre GTD antes em vários posts). Já tentei várias ferramentas e formas de organizar minhas tarefas seguindo as orientações do GTD. No entanto um dos conselhos que não consegui seguir foi o de não colocar datas nas minhas tarefas. Logo entendi a razão do conselho quando não conseguia cumprir as tarefas e perdia bastante tempo movendo-as para a frente no tempo. O conselho do Allen era para colocar data e hora apenas nos compromissos envolvendo terceiros ou prazos fatais. O resto devia ser classificado como tarefas ASAP (As Soon As Possible). Como eu tinha muita insegurança sobre se não esqueceria de fazer algo importante caso não soasse um alarme para me lembrar de uma tarefa ou eu pudesse filtrar o que deveria fazer primeiro era difícil seguir o conselho.

Há também o problema da “mente do macaco” esvoaçando como uma borboleta no meio do paraíso de néctar oferecido pelas flores, hoje a Internet. Ou melhor seria dizer: pulando de galho em galho?

[…] na meditação o que fazemos é nos tornarmos amigos da “mente do macaco”. A “mente do macaco” é sempre inquieta, quer fazer alguma coisa, sempre quer ter trabalho. Você pode dar trabalho para a “mente do macaco”. Normalmente é ela quem dá um trabalho para você, esse é o problema. Agora você pode dar trabalho para a “mente do macaco”! Agora você pode se tornar o chefe e ser mais livre e a “mente do macaco” se torna o empregado. Mas o trabalho é a meditação! [Ou usar o Life Method! ;-)]

Buda Virtual

Ela está o tempo todo a nos estimular transformando todos em sofredores compulsórios da síndrome DDA. O artigo Meet the Life Hackers, do Clive Thompson (Leia em português), explana abundantemente sobre o tema das interrupções e seus efeitos sobre a nossa produtividade. Fala-se muito que o computador, que iria nos liberar dos trabalhos maçantes e aumentar explosivamente a nossa produtividade, jogou em nossas corcovas de camelo uma acachapante miríade de tarefas e  interrupções que anda enlouquecendo todo mundo. A solução não é o ludismo de quebrar os computadores (o que não seria nem possível pois eles estão “desaparecendo” imersos em objetos mais prosaicos e escondidos em fazendas de servidores tornando-se cada vez mais uma presença ubíqua e ao mesmo tempo invisível, fantasmagórica, arrastando suas correntes virtuais). E não há fuga possível pois estamos imersos no centro desse caos, como no olho do furacão, que ao contrário do que se diz é calmo, e a fuga nos leva para a periferia onde os ventos do nosso fracasso são cada vez mais fortes.  Life Method procura dar um rumo melhor à mente do macaco. A meditação é a solução budista para o problema. Life Method pode ser parecido com uma meditação. Menos contemplativa, mais ativa, “caindo de boca” na vida.

Recentemente voltei a refletir um pouco mais sobre o problema e usando os conceitos do GTD, Eisenhower Square e Time Block (Ver em português) configurei um sistema que parece razoável para o meu uso e que, talvez, faça sentido para você também.

Anúncios

Gregorio Duvivier faz uma crítica inteligente e cheia de humor ao projeto “escola sem partido”

Feyerabend e a depressão

215c79902903fced711037e52e982b3d-girl-hair-hair-quotes

A depressão é tida como o “mal do século”. Não sabemos de qual. Feyerabend, que por causa de sua atitude como cientista, expressa no diálogo intitulado “For and Against method”, com Lakatos, sofria de depressão bem o diz sobre como ela gruda na sua pele como uma sarna e invade seu interior como um alien de filme de terror de ficção científica:

“A depressão esteve comigo durante um ano; como um animal, distintamente, uma coisa que se podia encontrar no espaço. Eu poderia levantar, abrir meus olhos, escutar — Ela está aqui ou não? Nem sinal. Talvez esteja dormindo. Talvez ela me deixe em paz hoje. Cuidadosamente, muito cuidadosamente, eu saio da cama. Tudo está em silêncio. Eu vou até a cozinha, começo a preparar o café. Nenhum barulho. TV –Bom dia América-, David Qual-é-seu-nome. Eu como e vejo os convidados. Lentamente a comida preenche meu estômago e me dá força. Agora uma rápida ida ao banheiro e saio para minha caminhada matinal – e lá está ela, minha fiel companheira, a depressão: “Achou que poderia sair sem mim?”.

Wikipedia

 

GREG NEWS com Gregório Duvivier | IMPOSTOS: #NÃOVAMOSLEVARNOTHORBA

I Fim de Semana de Vela

185

Divulgada a programação completa do I Fim de Semana de Vela da Baía de Aratu! O evento, que acontece nos dias 18, 19 e 20 de agosto traz três dias intensos de palestras, regatas, Feira do Rolo, música e muita troca de experiência entre os participantes, que podem aproveitar a oportunidade para disputarem um belo esquente para a Regata Aratu-Maragojipe! Participe!

PROGRAMAÇÃO

Sexta-Feira |18 / 08 / 2017

• 19h: Palestra sobre Meteorologia (AIC) | Palestrante: David Xará
• 20h: Som ao Vivo (AIC)

Sábado | 19/ 08 / 2017

• 08h – Feira do Rolo – Produtos Novos e Usados (AIC)
• 10h – Palestra: Regras de Regata | Travessias e Delivery (AIC)
Palestrante: Leonardo Chicourel

• 13h – Regata de Percurso Baía de Aratu (Veleiros de Oceano) | Regatas Barla – Sota (Optmist)
(Chegada na Marina Aratu)
• 16h – Happy Hour com Coquetel (Marina Aratu)

Domingo | 20/ 08 / 2017

• 08h – Feira do Rolo – Produtos Novos e Usados (AIC)
• 12h – 02 Barla-Sota (Dentro da Baía de Aratu) / Regatas Barla – Sota (Optmist)
• 16h – Coquetel de Premiação (AIC)

Aratu Iate Clube

‘Perdemos a internet para os capitalistas’, diz cofundador do Pirate Bay

03190140653556-t1200x480

Peter Sunde, cofundador do The Pirate Bay, foi entrevistado pelo The Next Web (Ver tradução automática) e entregou um panorama sombrio dos próximos anos da internet. O principal ponto? Os usuários perderam o poder da internet, que está nas mãos das grandes companhias. Além disso, que as grandes companhias hoje são as ditadoras da internet.

Tudo é centralizado e a internet serve apenas aos desejos das grandes companhias

“Tudo deu errado. É isso, não é sobre o que acontecerá no futuro, é sobre o que está acontecendo agora. Nós centralizamos todos os nossos dados em um cara chamado Mark Zuckerberg, que basicamente é o maior ditador do mundo e que não foi eleito pelo povo. O Trump [Donald Trump, presidente dos EUA] tem controle de todos os dados que o Zuckerberg possui, então já estamos neste ponto. Tudo que poderia dar errado deu errado, e eu acredito que não exista uma maneira de acabar com isso”, comentou Sunde na entrevista.

O cofundador da maior plataforma de torrents que já existiu também deixou claro que a internet nasceu “para ser descentralizada”. Contudo, atualmente, tudo é centralizado e a internet serve apenas aos desejos das grandes companhias.

Como exemplo, Sunde comenta que as principais novidades na internet foram compradas e centralizadas por uma das cinco gigantes atuais: Amazon, Google, Apple, Microsoft e Facebook.
“Nós não criamos mais coisas, agora, nós apenas temos coisas virtuais. Uber, Alibaba e Airbnb, por exemplo, possuem produtos? Não. Nós saímos de um modelo baseado em produto para um produto virtual, até chegar ao ponto atual: sem produtos. Este é um processo de centralização que está acontecendo”.

Ética na internet

Peter ainda disse que é necessária uma discussão maior sobre ética na tecnologia, porque as empresas continuarão sempre colocando seus interesses financeiros sobre as necessidades das sociedades e do povo. Caso isso não seja feito, chegaremos ao ponto distópico de uma sociedade gerida por companhias — além do que ela já é.

Nós, como o povo, perdemos a internet para a sociedade capitalista

O pessoal do The Next Web tentou puxar uma declaração mais otimista de Peter Sunde, sobre a possibilidade de luta contra a descentralização. A resposta foi a seguinte: “Nós perdemos essa luta há muito tempo. A única maneira de realizarmos qualquer diferença é limitando os poderes de companhias — com ajuda de governos —, mas, infelizmente, a Europa ou os Estados Unidos não parecem ter interesse em fazer isso”.

“Nós, como o povo, perdemos a internet para a sociedade capitalista. Nós tivemos uma pequena abertura para uma internet descentralizada, mas perdemos por sermos inocentes. Estas companhias tentam soar como boas ao fazer isso, que elas estão ‘lhe dando’ algo. Como o Spotify, que te dá música e possui uma grande paixão por música… E toda a Relação Pública que eles têm. Big Data é como as grandes companhias de tabaco: nós não sabíamos como elas eram perigosas, mas agora sabemos que elas dão câncer. Nós estamos fumando nossas vidas em produtos de Big Data, e agora não conseguimos parar”.

TecMundo

Regata Aratu-Maragogipe 2017 (48 anos)

dbotpuzwaaabgku

O Evento

Origem

A regata nasceu no ano de 1969 com a denominação de “Regata de São Bartolomeu”, em homenagem ao Santo padroeiro da cidade de Maragojipe. Nas primeiras edições do evento a grande maioria das embarcações participantes era composta pelos tradicionais saveiros, muito comuns e numerosos na época. Decorridos os anos, os modernos veleiros de Oceano passaram a ser os protagonistas, distribuídos em mais de vinte classes. Os tradicionais “Saveiros de Vela de Içar”, hoje em extinção, também dão grande beleza ao evento. Abertura Oficial O evento tem início no dia 25 de agosto, à noite, com uma grande Cerimônia de Abertura na qual reunirá autoridades governamentais, velejadores, imprensa, patrocinadores e convidados, na sede do Aratu Iate Clube. Público estimado em 1.200 pessoas.

A Competição

A competição será no sábado, dia 26 de agosto, com três largadas para as diversas classes inscritas, a partir das 10 horas da manhã, na raia montada entre o Farolete da Base Naval de Aratu e Ilha de Maré. A 48ª Regata Aratu-Maragojipe é uma realização do Aratu Iate Clube, em parceria com a Via Náutica Consultoria & Eventos, empresa coordenadora do evento. A expectativa é reunir cerca de 300 embarcações, entre veleiros de Oceano, saveiros e escunas a Vela. Participam mais de 1.500 tripulantes, o que faz dela um dos maiores eventos náuticos da América Latina. As inscrições são feitas exclusivamente pelo site www.aratumaragojipe.com.br. Belos posts e informações atualizadas também podem ser acessados na página do Facebook – Regata Aratu Maragojipe.

Bolsa de Tripulantes

A Regata Aratu-Maragojipe é uma competição democrática! Os interessados em acompanhar a prova, que não têm embarcação, podem participar do evento como tripulantes. Para isso, basta acessar o link da Bolsa de Tripulantes aqui no site e preencher um breve formulário com suas experiências a bordo. O que não vale é ficar de fora!

Ações Sócio-Ambientais

Preocupados com as questões ligadas à preservação ambiental, em particular com a escassez de água que assola boa parte do planeta, a Regata Aratu-Maragojipe, como um evento de grande visibilidade e de profunda ligação com a natureza, não poderia se esquivar da obrigação de colaborar na conscientização do uso racional da água. Dessa forma, lança em paralelo à realização do evento, a campanha “Quem é do mar sabe economizar”. Ter água limitada a bordo faz com que os velejadores criem automaticamente uma cultura de economia e uso racional da maior riqueza natural da humanidade. Tal comportamento acaba sendo levado para o seu dia a dia, para a sua casa, a sua família, o seu trabalho, tornando-se um importante multiplicador dessa prática salutar e necessária dentro da sociedade. A 48ª Regata Aratu-Maragojipe é uma das mensageiras e catalisadoras dessa positiva campanha.

Abre-alas da 48ª Aratu-Maragojipe terá presença de campeão mundial

O campeão mundial Bruno Jacob será o grande destaque do “Abre-Alas” da 48ª Regata Aratu-Maragojipe no próximo dia 26 de agosto, quando cerca de 100 jet skis farão, mais uma vez, uma participação especial no evento. A intenção da Organização da regata é chamar a atenção para o uso correto do equipamento. Todos os participantes estarão com adesivos trazendo a mensagem “Sou um piloto consciente, seja também!”

Grandes nomes do Iatismo

A Regata Aratu-Maragojipe é também conhecida por atrair grandes nomes do Iatismo mundial, como Torben Grael e Lars Grael. Torben, juntamente com sua família, competiu em 2010 a bordo de um Saveiro Vela de Içar e ficou encantado com a beleza do evento. Já Lars Grael participou de diversas edições. Em 2014, Lars Grael fez questão de competir em seu próprio veleiro, o Tangará II, sagrando-se campeão em sua classe. Em diversas oportunidades, inclusive em praça pública, utilizando os microfones no momento de receber o seu prêmio, declarou que a Regata Aratu-Maragojipe é uma das melhores regatas do mundo!

Percurso Ímpar

A Regata Aratu-Maragojipe tem uma grande e marcante particularidade. É uma competição de mar e rio. Metade do percurso nas águas da bela Baía de Todos os Santos, a outra dentro das águas do Rio Paraguaçu, de muitas lendas, mas também muitos fatos históricos, como as batalhas pela Independência da Bahia. Quem participa desta regata não esquece a beleza das paisagens, das construções seculares, das ilhas e farta vegetação, do vento constante e temperatura agradável, das águas calmas do Rio Paraguaçu, do entardecer calmo na enseada do Rio Guaí, tendo a cidade de Maragojipe como pano de fundo.

Premiação

Com a chegada dos velejadores em Maragojipe a festa está completa! A cidade celebra o seu santo padroeiro, São Bartolomeu, e durante todo o mês de agosto permanece em clima de euforia. A regata oferece um jantar aos participantes até às 21h e logo em seguida inicia-se a Cerimônia de Premiação nas proximidades do cais de Maragojipe, com muita alegria, comemoração e sensação de dever cumprido. Encerrada a premiação, os velejadores seguem para a praça central da cidade para juntar-se ao grande público a fim de prestigiarem as apresentações de grandes nomes da música baiana e brasileira em um palco montado ao lado da Igreja Matriz. Os velejadores pernoitam em seus barcos e no domingo tem o seu retorno livre para Salvador.

Contatos: Via Náutica Consultoria & Eventos

Marcelo Fróes | (71) 99912-4126 | vianautica.nautica@yahoo.com.br

PROGRAMAÇÃO | 48ª REGATA ARATU MARAGOJIPE

CERIMÔNIA DE ABERTURA

Dia 25 de Agosto – Sexta-Feira
Local: Sede do Aratu Iate Clube
18h30 – Apresentação da Banda “Terra Brasilis”, com o melhor do samba tradicional.
19h00 – Reunião de Comandantes – Aspectos técnicos da competição com o Gerente Técnico da Regata, André Costa.
20h30 – Abertura Oficial com a presença de autoridades, patrocinadores, Imprensa e comunidade náutica.
21h30 – Show Musical com a banda “Estakazero Acústico”, com Léo Macedo.
00h00 – Encerramento

COMPETIÇÃO

Dia 26 de Agosto – Sábado
Largadas
Vide Aviso de Regata e Instruções de Regata para maiores detalhes sobre Classes x Largadas.

CHEGADA EM MARAGOJIPE

Dia 26 de Agosto – Sábado
18h00 – Fechamento da raia
18h00 às 21h00 – Jantar para Velejadores (Antigo Mercado Municipal), em frente ao píer. (Apresentação obrigatória do cupom de acesso ao local do jantar, entregues juntamente com o kit para as embarcações inscritas).
21h30 – Cerimônia e Premiação
22h30 – Encerramento

FESTA DE SÃO BARTOLOMEU

Após o encerramento da premiação, os velejadores estão convidados a assistir os shows que acontecem na praça principal de Maragojipe, parte alta da cidade, cerca de 1,5 km do local da premiação.
Maiores informações entrar em contato com o Aratu Iate Clube (71) 3216-7444 / aratuclube@uol.com.br ou com a Via Náutica Consultoria & Eventos (71) 9.912-4126 / vianautica.nautica@yahoo.com.br

Minitransats inscritos:

  1. 042 MARATU BARRETO DOREA
  2. 055 VMAX-5 SERGIO VINICIUS
  3. 056 NINA KAN CHUH
  4. 057 DAWN I FRANCISCO ARY
  5. 068 VMAX-6 KARINA SANTOS

Nota: Os minitransats largam no Grupo 2 às 10:30.

[Atualização]

Em razão do pesar pelas vítimas de Mar Grande a regata foi adiada.

Veja abaixo a nova programação:

08/09/17 – Sexta feira 19:00 horas Reunião de comandantes – Aratu Iate Clube

09/09/17 – Sábado

  • 10:00 horas Largada do Grupo 1
  • 10:30 horas Largada do Grupo 2
  • 10:45 horas Largada do Grupo 3

Continuar lendo