Arquivo da categoria: Cidade & Região

Como é morar no Algarve

PORTUGAL  /  8 de junho de 2017

Muita gente confunde o Algarve com uma cidade, porém é importante que você saiba que é uma região. Para que você se localize, a região do Algarve fica no extremo sul de Portugal e também é conhecida como o Distrito de Faro, tendo Faro como a cidade mais populosa e capital deste Distrito.

Um destino turístico

Com uma beleza natural exuberante e praias lindas e com águas mais quentes, o Algarve é sem dúvida um dos destinos preferidos dos turistas de Portugal (31%) e de países europeus como Reino Unido (22%), Alemanha (10%), França (8%), Irlanda (8%), Espanha (7%) e Holanda (3%).

O estudo foi publicado pela Universidade do Algarve em 2016.

Cidades do Algarve

Com 16 municípios, a região é composta pelas cidades de Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Olhão, Portimão, São Brás de Alportel, Silves, Tavira, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António, porém Faro é a capital do distrito e a cidade mais populosa com 65 mil habitantes.

Custo de vida

O Algarve está sempre na mira dos turistas portugueses e de outros países da Europa, especialmente a Alemanha e o Reino Unido.

Por isso, o custo de vida varia muito entre as estações, pois no verão as coisas tendem a ficar mais caras na região portuguesa que é considerada uma das mais lindas de toda a Europa. Sabia que o Algarve foi eleito o melhor lugar do mundo para viver a aposentadoria?

Comparação com a capital

A relação de valores entre a capital do país, Lisboa, e a cidade de Faro, por exemplo, no quesito aluguel de casa, pode ter uma diferença de quase 50% para menos.

Ou seja, além de ser uma região linda, optar por morar no Algarve pode ser uma boa pedida para quem quer fugir do caos e da correria do dia a dia em uma capital badalada como Lisboa.

Como é morar no algarve

Além de aproveitar a região para descansar nas férias, muitos destes turistas resolvem ficar e fixar residência, especialmente em Faro, Lados, Portimão e Albufeira, outras cidades da região do Algarve.

Trabalho

O turismo é a principal atividade econômica da região, portanto se você pretende morar no Algarve, provavelmente terá que procurar trabalho em hotéis, restaurantes e empresas prestadoras de serviços relacionados ao turismo. Aliás, a região é a única no país que registra um crescimento de população não tendo uma grande concentração urbana como Lisboa e Porto.

Veja como é morar em Lisboa e Porto.

Estudar na universidade no Algarve

A Universidade do Algarve (UAlg) tem sua sede na cidade de Faro, porém possui outros quatro campi, tendo um inclusive na cidade de Portimão.

Com mais de 10 mil alunos, a instituição de ensino superior possui três faculdades (Ciências e Tecnologia, Ciências Humanas e Sociais, Economia), três escolas superiores (educação, comunicação, gestão, hotelaria, turismo e saúde) e um instituto, o de engenharia.

Já falamos também de como você pode obter o visto de estudante para Portugal.

Morar no Algarve para aposentados

Com praias, paisagens, um custo de vida possível e um clima considerado excelente, a região do Algarve está sempre no radar das pessoas que estão aposentadas (ou quase) e procuram um lugar para descansar e usufruir.

O clima algarvio é composto de verões quentes e longos, de um inverno curto e com temperaturas amenas, ou seja, é bom para quem busca dias com mais horas de sol no continente europeu que tem a fama de ser cinza e chuvoso.

Além disso, no Aeroporto Internacional de Faro operam diversas companhias aéreas que fazem voos para vários países europeus.

Se está a pensar em viver em Portugal depois de aposentar, então aproveite e veja os benefícios fiscais para aposentados em Portugal.

Distância entre o Algarve e Lisboa

Faro fica a 280 km da capital Lisboa, num trajeto que pode ser feito pela Autoestrada 2 (A2) em aproximadamente 2h45 minutos de carro. Dependendo da pressa e disponibilidade financeira, é possível ir de avião e a viagem dura apenas 40 minutos. Veja como é morar em Lisboa

Vantagens e desvantagens de morar no sul de Portugal

Vantagens e desvantagens de morar no Algarve

Vantagens

Praias lindas, temperaturas amenas durante todo o ano, tranquilidade e qualidade de vida podem ser as maiores vantagens que você vai encontrar ao morar no Algarve.

A região é linda e tem praias que, ano após ano, são eleitas pelos europeus como bons destinos para se visitar. Além disso, você estará morando em Portugal e se a língua é um empecilho, você vai conversar com as pessoas e entender o que elas dizem.

Desvantagens

Claro que morar no paraíso tem coisas boas, mas algumas coisas podem não ser tão boas assim.Das coisas não tão boas assim, o custo de alugar ou comprar uma casa exigem um pouco de calma na hora de encontrar o imóvel ideal.

Isso porque como os turistas, especialmente os do Reino Unido, invadem a região no verão, os preços tendem a subir e para quem pretende morar no Algarve isso precisa ser levado em conta.

Outra região muito semelhante ao Algarve é Cascais, e já escrevemos como é morar em Cascais.

Curiosidades

Se você optar por morar no Algarve, especialmente entre Faro e Albufeira, é possível que no verão você encontre, no supermercado ou em algum restaurante, com pessoas muito famosas. A maioria dos jogadores de futebol com reconhecimento mundial correm para o Algarve no verão em busca de sossego e excelentes dias de sol.

Na região, o melhor jogador de futebol do mundo, Cristiano Ronaldo, tem uma casa e outro português famoso do mundo da bola que adora as praias do Algarve é Luis Figo.

Ayrton Senna morava no Algarve

Você sabia que o piloto brasileiro Ayrton Senna tinha uma mansão no Algarve?! Pois é, o piloto de Fórmula 1 que faleceu em 1994, tinha um casarão na Quinta do Lago.

Em 2015 a propriedade estava a venda pela bagatela de € 9,5 milhões de euros. A casa tem 900 metros de área privativa, seis quartos, sete banheiros, uma cozinha enorme, várias salas, área interna e externa para jogos e uma piscina digna de filmes de Hollywood.

Euro Dicas

Festival Varilux de Cinema Francês em Aracaju

vai-comecar-o-festival-varilux-de-cinema-frances-2017-no-cine-jardins_620_

O Festival

FESTIVAL VARILUX 2017 TRAZ OS MAIS RECENTES FILMES DE CATHERINE DENEUVE, GÉRARD DEPARDIEU, JULIETTE BINOCHE, MARION COTILLARD, GUILLAUME CANET E OMAR SY

EVENTO CHEGA A 55 CIDADES E APRESENTA 19 PRODUÇÕES DA CINEMATOGRAFIA FRANCESA. PROMOVE AINDA SESSÕES EDUCATIVAS E DEMOCRÁTICAS, LABORATORIO DE ROTEIROS E MESA-REDONDA COM ‘AMANHÃ’, DOCUMENTÁRIO VISTO POR MAIS DE UM MILHÃO DE PESSOAS

O Festival Varilux de Cinema Francês segue em pleno crescimento e registra um recorde do evento no Brasil. A edição de 20ic17, entre os dias 7 e 21 de junho, chega a mais de 55 cidades, distribuídas em 21 estados e Distrito Federal. A programação deste ano é composta por 19 produções inéditas nos cinemas brasileiros, incluindo um documentário e um clássico. Os maiores astros do cinema francês estarão presentes na seleção: o público poderá conferir os mais recentes trabalhos de Catherine Deneuve, Gérard Depardieu, Juliette Binoche, Marion Cotillard, Guillaume Canet, Omar Sy e Cécile de France. Outro destaque é à última atuação da inesquecível Emmanuelle Riva, falecida em janeiro último, em “Perdidos em Paris”.

São Paulo e Rio de Janeiro recebem a delegação formada por diretores e atores das várias  produções e que participam de debates com o público. Como nas edições anteriores, algumas cidades realizam sessões educativas e sessões de democratização em locais alternativos ou com pouco acesso a cinemas, gratuitas ou com preço especial. As sessões educativas estão previstas com o filme “A Viagem de Fanny”, de Lou Doillon, e o documentário “Amanhã”, codirigido por Cyril Dion e pela atriz Mélanie Laurent.

O Festival oferece ao público novas atividades paralelas este ano, com a organização de mesas-redondas e sessões democráticas em varias cidades, em parceria com as Alianças Francesas do Brasil e ColaborAmerica, também para refletir sobre temas ambientais abordados em “Amanhã”. A primeira será dia 10 de junho, no Rio de Janeiro. Sucesso na França, o filme já foi visto por mais de 1 milhão de pessoas e premiado com o César de melhor documentário em 2016. Para realizar a obra, a dupla de diretores viajou por vários países para retratar pioneiros que reinventam agricultura, energia, economia, democracia e educação. Conheceram iniciativas positivas e concretas já funcionamento e que sinalizam o que pode se  tornar o mundo no futuro.

Sucesso de público em 2016, quando levou 156 mil pessoas aos cinemas, o festival repete o formato do ano passado com duas semanas de exibição. Produzido pela Bonfilm, o evento tem patrocínio principal da Varilux/Essilor, Ministério da Cultura através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e Secretaria de Estado de Cultura, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.

 FILMES E ARTISTAS CONFIRMADOS

O Festival conta com 19 filmes na programação. Entre eles, “Um Instante de Amor”, de Nicole Garcia, com atuação elogiada de Marion Cotillard, ganhadora do Oscar de 2008 por “Piaf – Um hino ao amor”; “Rock’n roll – Por trás da fama, comédia auto-satírica de Guillaume Canet, e “Frantz”, o mais recente filme de François Ozon, uma surpreendente adaptação do filme de Ernest Lubitsch de 1932, com o novo astro do cinema francês Pierre Niney (“Yves Saint Laurent”).

Seguindo a tradição de exibir um clássico do cinema francês, o Festival Varilux traz a reconhecida comédia-musical “Duas Garotas Românticas” (“Les Demoiselles de Rochefort”), de Jacques Demy e Agnès Varda, que completa 50 anos em 2017. O longa, com Catherine Deneuve, foi indicado ao Oscar de melhor trilha sonora em 1969.

Até o momento, a delegação conta com sete artistas franceses que irão apresentar seus filmes. São eles: Dominique Abel e Fiona Gordon, diretores e atores de “Perdidos em Paris” (“Paris Pieds Nus”, de 2017), que completam 40 anos de carreira; o rapper e ator Sadek, de “Tour de France” (2016); a diretora Noémie Saglio e a atriz  Camille Cottin, de “Tal Mãe, tal Filha” (“Telle Mère, telle Fille”, de 2016); e o diretor Olivier Peyon ator Ramzy Bedia e a atriz Maria Dupláa de “O Filho Uruguaio” (“Une Vie Ailleurs”, de 2017). A delegação estará presente na abertura do Festival em São Paulo, dia 7 de junho, e no Rio de Janeiro, no dia 8, assim como em sessões de seus filmes nas duas cidades.

http://variluxcinefrances.com/2017/

Filmes vistos:

Programação (com stars do IMDB):

11/6 Domingo

CINEMARK SHOPPING JARDINS

  1. 14:00 DUAS GAROTAS ROMÂNTICAS 7.7
  2. 16:40 UM PERFIL PARA DOIS 6.4
  3. 18:55 RODIN 4.5
  4. 21:30 FRANTZ 7.5

CINEMA VITÓRIA

  1. 13:30 UMA AGENTE MUITO LOUCA 5.2
  2. 15:35 O FILHO URUGUAIO 6.5
  3. 17:35 UM INSTANTE DE AMOR 6.7
  4. 19:55 TAL MÃE, TAL FILHA 5.3

12/6 Segunda

CINEMARK SHOPPING JARDINS

  1. 14:00 UM PERFIL PARA DOIS 6.4
  2. 16:15 TAL MÃE, TAL FILHA 5.3
  3. 18:25 NA CAMA COM VICTORIA 6.5
  4. 20:40 UM INSTANTE DE AMOR 6.7

CINEMA VITÓRIA

  1. 13:30 AMANHà8.1
  2. 15:50 FRANTZ 7.5
  3. 18:00 A VIAGEM DE FANNY 6.8
  4. 20:00 CORAÇÃO E ALMA 7.3

13/6 Terça

CINEMARK SHOPPING JARDINS

  1. 14:00 CORAÇÃO E ALMA 7.3
  2. 16:15 O FILHO URUGUAIO 6.5
  3. 18:30 A VIDA DE UMA MULHER 7.1
  4. 21:05 UMA AGENTE MUITO LOUCA 5.2

CINEMA VITÓRIA

  1. 13:30 O FILHO URUGUAIO 6.5
  2. 15:30 O REENCONTRO 7.3
  3. 17:50 NA CAMA COM VICTORIA 6.5
  4. 19:50 NA VERTICAL 6.5

14/6 Quarta

CINEMARK SHOPPING JARDINS

  1. 14:00 NA CAMA COM VICTORIA 6.5
  2. 16:15 ROCK’N ROLL – POR TRÁS DA FAMA 6.5
  3. 18:55 O FILHO URUGUAIO 6.5
  4. 21:10 TOUR DE FRANCE 5.7

CINEMA VITÓRIA

  1. 13:30 UM INSTANTE DE AMOR 6.7
  2. 15:50 RODIN 4.5
  3. 18:10 UMA AGENTE MUITO LOUCA 5.2
  4. 20:15 NA CAMA COM VICTORIA 6.5

15/6 Quinta

CINEMARK SHOPPING JARDINS

  1. 18:45 TAL MÃE, TAL FILHA 5.3

CINEMA VITÓRIA

  1. 13:00 CORAÇÃO E ALMA 7.3
  2. 15:00 ROCK’N ROLL – POR TRÁS DA FAMA 6.5
  3. 17:25 FRANTZ 7.5
  4. 19:40 A VIDA DE UMA MULHER 7.1

16/6 Sexta

CINEMARK SHOPPING JARDINS

  1. 18:45 ROCK’N ROLL – POR TRÁS DA FAMA 6.5

CINEMA VITÓRIA

  1. 14:00 PERDIDOS EM PARIS 6.6
  2. 15:45 UMA AGENTE MUITO LOUCA 5.2
  3. 17:50 NA VERTICAL 6.5
  4. 19:50 O REENCONTRO 7.3

17/6 Sábado

CINEMARK SHOPPING JARDINS

  1. 18:45 UMA FAMÍLIA DE DOIS 6.4

CINEMA VITÓRIA

  1. 13:30 A VIDA DE UMA MULHER 7.1
  2. 15:50 A VIAGEM DE FANNY 6.8
  3. 17:25 NA CAMA COM VICTORIA 6.5

18/6 Domingo

CINEMARK SHOPPING JARDINS

  1. 18:45 O REENCONTRO 7.3

CINEMA VITÓRIA

  1. 13:00 O REENCONTRO 7.3
  2. 15:20 AMANHà8.1
  3. 17:30 ROCK’N ROLL – POR TRÁS DA FAMA 6.5

19/6 Segunda

CINEMARK SHOPPING JARDINS

  1. 18:45  RODIN 4.5

CINEMA VITÓRIA

  1. 13:30 ROCK’N ROLL – POR TRÁS DA FAMA 6.5
  2. 15:45 O FILHO URUGUAIO 6.5
  3. 17:35 A VIDA DE UMA MULHER 7.1

20/6 Terça

CINEMARK SHOPPING JARDINS

CINEMA VITÓRIA

  1. 14:00 TOUR DE FRANCE 5.7
  2. 15:45 UM INSTANTE DE AMOR6.7
  3. 18:00 TAL MÃE, TAL FILHA 5.3

21/6 Quarta

CINEMARK SHOPPING JARDINS

  1. 18:45 TOUR DE FRANCE 5.7

CINEMA VITÓRIA

  1. 13:20 CORAÇÃO E ALMA 7.3
  2. 15:15 TOUR DE FRANCE 5.7
  3. 17:10 DUAS GAROTAS ROMÂNTICAS 7.7

22/6 Quinta

CINEMA VITÓRIA

  1. 13:00 A VIDA DE UMA MULHER 7.1
  2. 13:00 O REENCONTRO 7.3
  3. 17:40 RODIN 4.5

Circuito Cultural Centro acontecerá nos dias 7 a 8 de junho em Aracaju

grande-176124

Circuito Cultural Centro será realizado de 7 a 9 de junho em Aracaju (SE). O evento será uma intervenção cultural e artística em meio às discussões sobre arquitetura e urbanismo, literatura, teatro, cinema, dança, música e museologia.

A programação inclui exposições de arte e oficinas e visitas guiadas, ofertadas ao público em geral em diversos espaços culturais. O acesso é gratuito e não é necessária inscrição prévia, basta ir ao local da atividade e participar.

Confira abaixo a programação completa do Circuito Cultural Centro. Mais informações através do telefone (79) 3218-1551.

7 de junho

10h às 12h
Aula aberta de desenho artístico para iniciantes
Pedro Boeira (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Local: Galeria Álvaro Santos

14h às 16h
Apresentação dança moderna e ballet adulto
Ju Menezes e Adriano (Escola de Artes Valdice Teles)
Local: Palácio Museu Olímpio Campos

Mostra Sesc de Cinema Serigy
Para Leopoldina I 2014 I 23′ I 12 anos
Super Frente, Super 8 I 2015 I 20’ I 12 anos
Passe I 2015 I 20’ I 12 anos
Tototear I 2017 I 16’ I Livre
Local: Cine Vitória

15h às 17h
1º Movimento de teatro da Escola Oficina de Artes Valdice Teles
Tânia Maria e Raimundo Venâncio
Local: Escola Oficina de Artes Valdice Teles

16h às 17h
Coral Encantos da Valdice
Roger (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Local: Palácio Museu Olímpio Campos

Minhas primeiras canções ao violão
Ítalo Barros (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Local: Centro Cultural de Aracaju

Bate papo com realizadores e convidados da Mostra Sesc de Cinema Serigy
Local: Cine Vitória

17h
Apresentação do Coral da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (Corales)
Músicas em homenagem a Luiz Gonzaga
Local: Escola do Legislativo

Mostra Sergipana de Curtas
Núcleo de Produção Digital
Local: Centro Cultural de Aracaju

17h às 17h30
Aula abertas dos aprendizes iniciantes de violão popular
Bob Zé (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Local: Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda

17h30 às 18h

Apresentação da Orquestra da Escola Valdice Teles
Maestro Álvaro (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Local: Centro Cultural de Aracaju

Apresentação dos aprendizes de violão popular e contra baixo
Bob Zé (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Local: Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda

18h
Apresentação Musical Renantique
Música Medieval e Renascentista
Local: Escola do Legislativo

Premiação, coquetel e apresentação musical da Mostra Sesc de Cinema Serigy
Local: Cine Vitória

19h às 22h (de 1 a 13 de junho)
Exposição ‘Treze noites com Antônio’
Otávio Luiz
Local: Centro de Cultura e Arte (Cultart)

8 de junho
8h às 10h
“A Casa de Sergipe recebe e presenteia” Visita Guiada pelo presidente do IHGSE e oferta de livros sobre Sergipe
Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe

10h
Roda de Capoeira
Zé Pequeno
Centro Cultural de Aracaju

Aula aberta de desenho artístico para iniciantes
Pedro Boeira (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Galeria Álvaro Santos

14h
Festival Varilux de Cinema Francês
Cine Vitória

Roda de Conversa e Mediação “Restauro e Ressignificação – 90 anos de história, memória e educação do Atheneuzinho”
Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda

15h
Apresentação do coletivo Soroôdory com performace dos atores Rivaldo Santos e Felipe Santos sobre Arthur Bispo do Rosário
Escola do Legislativo

Roda de Capoeira
Zé Pequeno
Centro Cultural de Aracaju

Apresentação das turmas iniciantes e iniciados de musicalização infantil
Maria das Graças (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Centro Cultural de Aracaju

Apresentação das turmas iniciantes e iniciados de ballet
Adriano e Jusiana (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Centro Cultural de Aracaju

15h30
Apresentação de dança moderna e contemporânea com a prof.ª Cleanis
Escola do Legislativo

16h
Mostra Sergipana de Curtas
Núcleo de Produção Digital
Centro Cultural de Aracaju

Apresentação da peça teatral “As aventuras da leitura”
Cia de Arte da Alese
Escola do Legislativo

Visita à Sede da OAB
Casarão na Praça do Mini Golf

OAB – Sede
Festival Varilux de Cinema Francês

Cine Vitória
Apresentação das turmas de violão popular
Ítalo Barros (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)

Centro Cultural de Aracaju
Aula aberta dos aprendizes de flauta

Denise (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Escola de Artes Valdice Teles

17h
Apresentação e cortejo
Grupo Percussivo Burundanga

OAB – Sede
Apresentação da turma de iniciados em dança moderna
Cleanis (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Centro Cultural de Aracaju

18h
Apresentação da turma de violão erudito
Eliana Argolo (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Escola de Artes Valdice Teles

Festival Varilux de Cinema Francês
Cine Vitória

19h
Grupo de estudo de movimento com aprendizes da Escola Oficina de Artes Valdice Teles
Grupo Nova Era
Centro Cultural de Aracaju

9 de junho
10h às 11h
Aula aberta de teatro
Tetê Nahas (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Centro Cultural de Aracaju

14h
Apresentação do Grupo Experimental Canto
Clara Raquel (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Centro Cultural de Aracaju

Festival Varilux de Cinema Francês
Cine Vitória

15h às 16h
Aula aberta de teatro
Tetê Nahas (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda

16h
Apresentação dos alunos de trompete
Roger (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Palácio Museu Olímpio Campos

Apresentação de piano, teclado, acordeom e percussão
Mackou, Cleston, Pequeno (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Centro Cultural de Aracaju

Esquete de dança contemporânea e afro
Cleanis (Escola Oficina de Artes Valdice Teles)
Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda

Festival Varilux de Cinema Francês
Cine Vitória

17h
Aula aberta dos alunos de corda da Escola de Artes Valdice Teles
Bruno, Lucyanne, Fabíola
Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda

Sarau de encerramento do I Colóquio Cidades: Coexistência e Interfaces
Praça General Valadão

Mostra Sergipana de Curtas
Núcleo de Produção Digital
Centro Cultural de Aracaju

18h
Festival Varilux de Cinema Francês
Cine Vitória

G1

Diretas Já 28/05/2017

5-de-fevereiro-henfil-charge-diretas-jc3a1-foto-2

Querem escolher o “povo” que vai votar na indiretas. Mas em Copacabana a opinião de 150 mil é divergente. Preferem as diretas.

34955248755_20c3ae9950_z

Os truques dos jornais na cobertura das Diretas Já em Copacabana

Escrito por , Postado em Luis Edmundo Araujo

Foto: Mídia Ninja

Com a exceção do vetusto, encarquilhado e, cá entre nós, já meio  esclerosado Estado de São Paulo, os outros dois maiores jornais do País registraram, sim, a noite histórica de ontem na Praia de Copacabana. Mas do jeito deles, lógico.

O Globo deu na capa a foto fechada de Caetano Veloso e Milton Nascimento, no palco, sem povo nem menção às Diretas Já no título em que, simplesmente, “MPB pede renúncia”. O título, aliás, saiu bem pequeno na primeira página, ao lado da foto dos dois artistas e embaixo do que realmente interessa para o jornal, exposto na manchete: “Crise faz governo traçar plano B para reforma”.

A Folha de São Paulo, ao contrário do concorrente carioca, deu a foto de Copacabana no alto de sua capa. Curiosamente, no entanto, a Folha não optou por nenhuma imagem como a que ilustra esse texto, do auge manifestação.

Um mar de gente calculado em mais de 100 mil pessoas se reuniu no fim da tarde, início da noite, para o show de Caetano, Milton e cia. A Folha, porém, escolheu uma foto tirada bem mais cedo na Praia, por Pablo Jacob (Globo), quando havia ainda espaços vazios à frente do palco e a concentração de bandeiras e balões vermelhos da CUT.

Em sua única página interna sobre o ato, o Globo estampou foto da mesma sequência do mesmo fotógrafo, só que mais fechada, com a informação na legenda de que “parte do público disputou selfies com artistas”.

E assim, unida à gélida cobertura que o ato histórico de ontem em Copacabana recebeu das emissoras de tevê, a grande mídia segue enganando os de sempre e sendo destrinchada, e rejeitada, por cada vez mais gente.

O Cafezinho

Cine Vitória recebe 13ª edição do Festival de Cinema Europeu em Aracaju

cineuropeu

Imagine viajar pela Europa por uma semana. Pense na diversidade histórica e cultural, a beleza da música e da arte, as delícias da culinária e as ricas reflexões sobre filosofia, política e economia. O Cine Vitória irá lhe proporcionar esse passeio durante a 13ª edição do Festival de Cinema Europeu que ocorrerá de 29 a 31 de junho. O Cine Vitória está situado na Rua do Turista, localizada na Rua Laranjeiras, 307, no Centro de Aracaju. A entrada é totalmente gratuita.

G1

Programação

  • 29/05 – Segunda
    • 14h – Nossa Estrangeira. Dir. Sarah Bouyain. Drama. França, Burkina Faso. 2010. 82. Livre
    • 16h – Amália – O Filme. Dir, Carlos Coelho da Silva. Drama / Biografia. Portugal. 2008. 127min. 12 anos
    • 18h – Belleville Baby. Dir. Mia Engberg. Drama. Suécia. 2013.75min. 15 anos
  • 30/05 – Terça
  • 31/05 – Quarta
    • 14h – A Excêntrica Família de Antônia. Dir. Marleen Gorris. Comédia dramática. Países Baixos.1995. 102min. Livre
    • 16h – Pânico. Dir. Barbara Zemljic. Drama/comédia. Eslovênia.2013. 103min. 15 anos
    • 18h – O Caminho de Halima. Dir. Arsen Anton Ostojic. Ficção/Drama. Croácia. 2012. 93 minutos. Livre

20 anos sem Darcy. Série especial para lembrar um brasileiro inesquecível – “A política, sem polêmica, é a arma das elites.”

darcy-20-anos1

O primeiro dia, 15, terá duas mesas de discussão.

A primeira, “Darcy semeia escolas” enfoca seu trabalho como educador, desde 1955, a colaboração com Anísio Teixeira, no  governo JK e na criação da Universidade de Brasília, sua ação mesmo nos tempos de exílio, a concepção e implantação dos Centros Integrados de Educação Pública (Cieps), ao lado de Leonel Brizola, no Rio de Janeiro e, no Senado, na Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

A segunda, o debate “Os fazimentos de Darcy” cuida da sua ação na academia; na militância política; na vida pública; e na criação de espaços e equipamentos públicos como o Sambódromo, Memorial da América Latina, Memorial dos Povos Indígenas, a UnB, a Universidade do Norte Fluminense e outros, dentro e fora doBrasil.

No dia seguinte, “Darcy em prosa e verso”, discute seus livros e trabalhos, nos campos da etnologia e da antropologia além dos  quatro romances, entre eles “Maíra”  que completa 40 anos de seu lançamento. À tarde,  “Darcy dos índios” vai abordar sua longa e apaixonada convivência com os índios Kadiwéu, no sul do Mato Grosso, e os índios Urubu-Kaapor, na floresta amazônica e sua paixão eterna em entender e defender os povos e a matriz cultural dos mais legítimos brasileiros.

Tijolaço

darcy-20-anos-banners-etc-3

Acho que vale a pena assistir o debate e ler os artigos.

Darcy é um paradigma de político que faria muito bem na atual conjuntura mas que parece impossível de ser engendrado hoje nestes tempos tão bicudos…

Artigos relacionados:

 

Rio – Aracaju: Itacaré – Aracaju

Imagem das novas escalas abaixo:

novas-escalas-da-viagem-rio-aracaju-em-janeiro-de-2017

Acordamos cedo. Conseguimos sair 8:30.

Fomos logo tomar café. Hoje eu o dia do cuscuz de tapioca. Teve até pudim de leite.

rio-aracaju-itacare-aracaju

Voltamos sem passar pelo ferry boat. Pegamos a linha verde no Conde.

Chegamos cerca de 18:00.