Corrupção

Este post é um comentário que fiz no site do Duplo Expresso em 24/6/2019.

A corrupção não é um problema não equacionado assim como não é um problema não equacionado o roubo. Existem leis contra a corrupção, que é uma especialização do roubo, e contra o roubo. A sociedade decidiu que são nocivos e estabeleceu leis para coibi–los, independentemente do seu volume. E, no caso da corrupção, nem o volume é o que falam em relação a outros crimes que são cometidos todos os dias contra a população por sonegadores e apropriadores do trabalho alheio, que nem são chamados de ladrões porque a lei está a seu lado.

Miniatura

Uma imagem vale mais que mil palavras mas as palavras do Vicenzi são no mínimo contundentes. O gráfico acima, baseado nos números que encontrei no post do Vicenzi, mostra bem o que está em jogo atualmente no Brasil. A corrupção financia a instalação dos sangue-sugas no poder que (as cores foram deixadas a critério da ferramenta que elaborou o gráfico) na sua maioria, estão a serviço da entrega do controle do PIB, suor da população, aos estrangeiros e dos impostos aos empreiteiros e empresários também corruptos. Aproximadamente isto.

[…]

Miniatura

Para que os brasileiros e brasileiras não pensem naquilo que é realmente um grande entrave ao desenvolvimento e à distribuição de renda, apela-se para uma agenda midiática que oscila entre o entretenimento entorpecedor e o noticiário manipulador dos fatos, sempre a esconder o que precisaria ser revelado. As exceções só confirmam a regra. (A corrupção não é o maior problema do Brasil)

Miniatura

Quando se trata de corrupção, e de qualquer outro tipo de crime, não existe um final, embora seu combate deva ser ininterrupto.

Não faz sentido falar em fim do latrocínio, fim da sonegação fiscal, fim do estelionato, fim da extorsão, ou fim de qualquer outro crime. Assim, quem imagina que a corrupção no Brasil vai acabar, porque alguns casos de corrupção estão sendo investigados e eventualmente punidos, está desconectado da realidade do mundo. — Toda ação seletiva contra a corrupção é um tipo de corrupção

Miniatura

O juiz Sérgio Moro em palestra proferida hoje afirmou que a corrupção aumenta os custos de produção das empresas e prejudica a competitividade do país no mercado global. Correto. Os custos aumentam.

Corrupção é algo terrível que nada acrescenta à atividade econômica. Deve ser combatida duramente. Mas esse aumento de custo, em média, é estimado pelos economistas em 1% do faturamento. — A corrupção é um cisco no olho do entendimento

Miniatura

Imagine um pão francês em uma cesta. Cada vez que você corta um pedaço para servi-lo, algumas migalhas caem nessa cesta.

Agora imagine milhões de pães sendo cortados diariamente, durante vários anos. E que a cada corte, todas as migalhas são desperdiçadas.

Agora imagine que esses pães representam contratos públicos. E as migalhas, representam o dinheiro que é desviado em corrupção.

Agora imagine que quem se apropria desses bilhões de migalhas acumuladas nesses anos corresponda apenas a algumas centenas de pessoas. Para os catadores de migalhas, os corruptos, todas elas juntas e repartidas entre eles será o equivalente a milhares de pães para cada um. Mas o pão que perde algumas migalhas não deixa de cumprir sua função de alimentar as pessoas.

Assim funciona a corrupção.

Por isso é tão difícil de identificá-la. É um crime quase perfeito. E seus impactos nos cofres públicos são muito menores do que se imagina. Quando falta leito em hospital não é em razão da corrupção. Se não houvesse corrupção, a “migalha” não seria suficiente para comprar o leito, mas é mais do que suficiente para enriquecer seus catadores. Os coletores profissionais de migalhas.

A sonegação, por outro lado, é esconder o pão inteiro. E a migalha. Essa sim, junto com um baixo PIB per capita e, consequentemente, uma baixa arrecadação per capita, associada ao maior juros reais do planeta, que drenam recursos públicos para o setor financeiro e impões políticas de austeridade, é que fazem com que faltem leitos em hospitais públicos e todo o resto de que tanto necessitamos. — A corrupção e os catadores de migalhas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s