Arquivo do dia: agosto 12, 2017

Uma lista de tarefas é suficiente | Life Method

Print

Voltar para o índice.

Se a sua vida é organizada de forma simples e você ainda resiste bravamente a abrir mão da simplicidade, mesmo tendo que enfrentar o mundo complexo à sua volta, uma lista simples de tarefas é suficiente. As tarefas entram na sua lista, como numa lista de compras, você as executa e marca como completadas ou, simplesmente as apaga depois de prontas. Como numa lista de compras. Não vamos debater com você sobre isto ser insuficiente na maioria dos casos. No post Escala versus complexidade há uma citação que reproduzo abaixo que expressa bem o problema:

[…] existe uma lei universal e sagrada dos sistemas complexos: “a complexidade de um sistema realizando uma tarefa deve ser tão grande quanto a complexidade da tarefa”.

Mas vamos deixar isto prá lá por enquanto. A sua vida é simples, não?

Uma lista simples é o que oferecem as várias ferramentas de To Do List que existem por aí. Nós vamos usar a Web. Nossa escolha inicial é usar o Google Calendar para fazer a nossa lista. Para manter a coisa um pouco mais manejável vamos renomear o nosso calendário default oferecido pela Google para Inbox. Por que não To Do List? Poderia ser mas queremos começar usando um nome que vamos manter depois. Vamos também criar outro calendário com o nome Done (Veja como em Criar uma nova agenda).

Nota: Para manter os calendários nesta ordem, Inbox e Done, use algum truque baseado em prefixos que você achar melhor.

Mas uma lista de tarefas num calendário não viola a função precípua de um calendário que é agendar compromissos com data e hora para ocorrer? Por que escolhemos o Google Calendar? Bem, o Google Calendar é rápido, funciona bem no celular (é rápido nele também), pode ter facilmente os seus calendários compartilhados na sua totalidade ou para eventos específicos, e tem capacidade offline e sincronização razoáveis.

Mas como vamos conviver com tarefas com data e hora ou somente data (eventos All Day no Google Calendar)? Bem, se são tarefas podemos evitar estabelecer uma hora para executá-las. Criamos eventos All Day para representá-las. Mas ainda assim vamos ter que voltar no tempo para a sua data de criação para que elas apareçam. Mesmo voltando para a data das tarefas ainda teremos que clicar no alto do calendário para ver os eventos All Day. Se estivermos considerando todas as nossas tarefas ASAP o fator temporal é irrelevante. Podemos deixar as tarefas onde elas foram criadas e usar o botão Agenda para ver a lista. Para localizar a data quando foi criado o primeiro evento podemos usar o botão Month. Então, vendo a nossa lista com o botão Agenda podemos começar a executar as tarefas (Todas elas All Day) assim que for possível. Como fazemos com a nossa lista de compras. Quando formos à rua fazemos as compras. Quando tivermos tempo e energia executamos as nossas tarefas. De cima para baixo ou em outra ordem com uma prioridade que está pairando na nossa mente. Cada tarefa executada pode ser eliminada do calendário ou movida para o calendário Done.

Life Method Calendars

O esquema de manejo sugerido acima pode funcionar bem com uma lista simples e não muito grande (e se espera que não cresça muito se você não for dado a uma procrastinação). O calendário não foi projetado para lidar com tarefas e sempre vai haver uma fricção com o nosso uso ad hoc. O uso do calendário desta forma não justifica o esforço. Nos próximos post vamos combinar duas ou três ferramentas Web para o nosso sistema completo para lidar com mais complexidade e dividir o problema.