O golpe… como chegamos até aqui?

Oficina de Concertos Gerais e Poesia

Muito já se tem tido sobre o golpe contra a presidente Dilma. E começasse a se conjecturar como será o país após ele. Mas talvez caiba antes perguntar: como chegamos até aqui?desembarque

Algumas coisas já podem ser divisadas, outras ainda se encontram na névoa dos acontecimentos. O pano de fundo será sempre a crise econômica mundial de 2008.

Esquerda, direta, volver

Muitos dirão que o golpe atual é uma consequência direta das manifestações de junho 2013. Não deixarão de ter razão, mas o alinhamento direto é indevido.

As manifestações de junho de 2013 continuam uma incógnita. Eram polifônicas. Mas já no seu decorrer foi possível notar claramente que houve uma migração da esquerda – a mãe – para a direita – a herdeira.

A esquerda que iniciou os movimentos não se identificava com a esquerda que estava no poder. Era uma esquerda antipetista que não teve dificuldade de ter a direita…

Ver o post original 1.559 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s