Arquivo do mês: agosto 2007

O fruto da ciência

imac17pouces.pngOntem chegou o Mac. Comprei no Submarino e chegou no prazo prometido de 3 dias.

A maçã, símbolo da Apple, fez me lembrar que comer do fruto da ciência é passaporte para expulsão do paraíso. Mas pelos depoimentos que vejo na Web o contrário parece ser verdade. Os macmaníacos são apaixonados pelo computador da Apple. Outro dia mesmo fiquei impressionado com um depoimento de um desenvolvedor que se declarava “vira casaca” por estar gostando do Mac. Antes ele “escovava um Linux” . Até agora estou gostando da experiência, eu que comecei em um Sinclair, um TK-85, migrei para um TK-90, fui para um MSX, um Hotbit da Sharp, e finalmente, nos anos 90, entrei no mundo dos PCs. Comprei um 286. O vídeo era em preto e branco. Depois de muito DOSes e Windowses comecei a experimentar os Linuxes. O Mac sempre esteve na minha cabeça como curiosidade e promessa de satisfação. Agora é experimentar.

Links relacionados:

Anúncios

Os Axiomas de Zurique

Os resumos dos livros em http://bjornn.wordpress.com/resumo-de-livros/ são muito detalhados. Tratam de conselhos para investidores.

Auto-ajuda para investidores estâo bem na moda nestes dias bicudos em que todos procuram enriquecer como antídoto contra a possibilidade de cair na vala comum dos despossuídos e sem esperanças. O estado foi tomado por uma corja de aproveitadores e está desacreditado como provedor do bem comum. Então cada um procura acreditar na sua capacidade individual e se esforça para morder um bom naco do bolo e escapar da corrida dos ratos.

Links relacionados:

Crepes

À tarde fomos ver a lua na praia do Leblon. Depois comemos crepes no Bibi.

Domingo de Dingue IV

Este foi um domingo sem vento. Tivemos que ser rebocados na volta. O “proeiro” dessa vez foi o Filipaki. Chegamos perto do Forte da Laje.

Dia de Zé Gotinha

Hoje foi dia de vacinação contra a pólio. Levamos Iasmin e ela chorou mais para tomar a gotinha do que quando fez uma injeção.

Depois fomos ao Shopping Gávea. Iasmin ficou eufórica com os brinquedos em que entrou: um carrinho e uma locomotiva. Só não gostou de montar numa vaquinha. Também foi surpreendida por uma abraço carinhoso dado por uma menina maior que ela. Chega ficou meio estupefata. Comemos croissants deliciosos no Mundo Verde de lá. Descobrimos vários teatros lá, também.

Amazon Mechanical Turk

Entrei em contado com esse site e essa idéia no episódio do desaparecimento do Jim Gray. Esta idéia de computação social é muito interessante e um pouco esquisita.
Links relacionados:

Aída

Eu e Iane fomos ao Teatro Municipal ver a Aída de Verdi em forma de concerto. A orquestra era a Sinfônica Toscanini regida pelo maestro Lorin Maazel. Renato e Ilsa também foram.

O teatro é muito bonito e soube que é inspirado na Ópera de Paris. Os cantores, a orquestra e o coro são muito bons. Devido ao meu cansaço não pude apreciar mais a contento. O concerto foi de 8:30 à meia-noite, aproximadamente. Voltamos todos de taxi.

Desde criança que gostava de ouvir o Ato II da Marcha Triunfal (Não sei se estou referindo corretamente ao trecho da ópera. Tem muito som de trombetas). As interpretações individuais numa ópera são impressionantes mas prefiro a performance da orquestra e do coro.