Instalando o Squeak e o Seaside no Mandriva – Parte 3

Para tentar resolver o problema da falta do arquivo SqueakV39.sources copiei os arquivos squeak-web-118.image e squeak-web-118.changes no mesmo diretório onde fica o arquivo SqueakV39.sources. O comando

squeak squeak-web-118.image

não retornou nenhum erro dessa feita.

Com a mensagem

WAKom startOn: 9090

iniciei o Seaside na porta 9090.

A url http://localhost:9090/seaside

fez aparecer o Dispatcher Browser.

Daqui em diante é recordar o uso do Smalltalk no ambiente do Squeak e aprender mais sobre o Seaside.

P.S.: Incluimos aqui a observação do Sebastian (para que apareça nos resultados de uma busca do blog) o código WAKomEncoded39 startOn:9090 que faz com que o padrão UTF-8 seja aplicado aos caracteres no browser e no Squeak.

Anúncios

2 comentários

  1. Hi there!
    lembre que para nos que usamos carateres além do UTF-8 é melhor usar o Seaside com o

    WAKomEncoded39 startOn:9090

    dessa forma os chars acentuados se vem bem no browser e no environment do Squeak,

    cheers,

    Sebastian
    PD: uma imagem de smalltalk tem tradicionalmente um arquivo .img (ou .image) com os objetos serializados em binario (tipo como se hibernassem), o .chg (ou .changes) que é o change log de tudo o que se faz, e por ultimo o .src (ou .sources) que é onde tem isso, as sources do codigo que o ambiente precisa para mostrar quando voce navega pelas classes e os metodos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s